sábado, 30 de abril de 2016

BOLERO À MEIA LUZ II


Bolero à Meia Luz II


...e as suas mãos me fazem nua
e minha lua/alma
tão sua
que a música não separa
o meu corpo do seu
as roupas pelo chão
os copos e a marca do meu batom
a  sua boca
Que mais me importa?!
Nada!
Nada mais importa
só o seu cheiro
seu calor
suas mãos no meu corpo
me fazendo gemer
de prazer
e minhas pernas nuas
se abrem em você
e o seu sexo
me procura e me tortura
até não mais querer
_________e essa música
nos meus ouvidos
a me dizer que sou sua
pra sempre sua
que mais posso fazer?!
Ah, eu cravo as unhas
na sua pele macia
e me deixo no extase de ter voce
dentro de mim
ah, são dois pra lá,
dois pra cá...

para Odur
         
 


sexta-feira, 29 de abril de 2016

BOLERO À MEIA LUZ I

Bolero à Meia Luz  I

... não é somente um bolero
é o amor se fazendo paixão
quando em suas mãos eu me rendo
em delírio e tesão

...não é somente um bolero
é a paixão sem razão
é a sua mão me tirando o chão

...não é somente um bolero
é o amor se fazendo paixão
inebriante sensação
de querer-te além da ilusão

...não é somente um bolero
é a paixão se fazendo amor
me tirando do chão
me prendendo em suas mãos
na mais louca paixão.

...não é somente um bolero, não
é paixão

...não é somente um bolero, não
é o amor sem razão


Cantiguinha pra Odur

segunda-feira, 25 de abril de 2016

DOR DE AMOR

Dor de Amor

___nem mesmo as águas de um lago
refrescam  da minha carne
o desejo___olho de fogo
a me queimar-me  noite e dia
santificando o amor
que te reconhece amante
nos vales situados por entre as minhas coxas.
Eis-me aqui, vestal desnuda
a querer-te, das mãos_____as carícias obscenas
a contornar os meus seios, e a repartir o meu corpo
em fogo e brasa
no plenilúnio da lua nua.
Eis-me aqui, cativa sua
a espojar-te as carnes
e banhar-me em tuas águas
a bendizer-te o falo, cintilante de todos os matizes
guardando em si, a nobreza do teu prazer
ah, essa tortura de mais querer-te por dentro de mim
açoitando-me com sua língua  até que ao gozo
meu corpo seja rendido
e submissa ao teu desejo____eis- me aqui,
sou sua
e mesmo presa nessa dor de amor
ainda assim, minh'alma beija a sua alma
no estertor de mais um gozo___enfim.


para Odur

 
tela: Dolore D'amore per la tua poesia.
In fede Candido Autero pittore artistico partenopeo in Napoli Italia.
 
 




quinta-feira, 21 de abril de 2016

HAIKAI ERÓTICO 07


haikai erótico  07


 ao amanhecer
com teu falo rijo possua-me 
a não mais querer 
 
para Odur


ilustração: Carracci

 

NOITE


Noite

Aaaah, infindáveis noites de agonia onde a solidão se enrosca em meu corpo feito serpente de mil anéis. Na moldura da janela, o negrume da noite e a lua deitando sua luz sobre o leito vazio da tua presença________aaaah, torturantes horas nesta espera que faz secar a boca num tanto pronunciar teu nome em gemeções profanas que só fazem banhar-me o corpo, sem contudo - acalmar-me a ânsia de amar e possuir e ser possuída até a exaustão.
Noite...Noite de pensamentos e delírios a doer-me os ossos, a planura branca dos ossos e a vestimenta vermelha___carne, na fome da tua carne -, segue o teu rumo com teu silêncio milenar deixando em mim o torpor e os lençóis amarrotados na cama vazia do teu corpo no meu e o Cântico dos Cânticos a ecoar no meu pensamento...

para Odur

domingo, 17 de abril de 2016

SACRIFÍCIO


Sacrifício

Não é a parte inventada de você que me faz santa ou me oferece o beijo ou o véu. É a sua parte primária aquela onde a ancestralidade da carne me faz altar onde você consagra a loucura que me transforma de santa em adoradora submissa da sua carne, dos seus suores, dos seus líquidos inibidores das minhas mais loucas e inconfessáveis vontades. O meu ego se satisfaz no atrito da sua pele e na força imanente do seu ser - macho. A minha busca e a minha espera vão salgando a a carne e anoitecendo os meus  olhos de todos os medos, pois estamos próximos e distantes e todos os gozos e estremecimentos e a deliciosa sensação da sua boca passeando livre sobre a minha pele, faz escorrer todo veneno que ainda possa estar contido em esquecidos bocejos ou no canto do meu olho esquerdo. Não há necessidade de mais palavras - apenas gemidos e a respiração entrecortada fazendo o coração bater mais forte e mais forte até explodir na imensidão da qual fazemos parte - você e eu.


para Odur



imagem: Roberto Ferri

 


sábado, 16 de abril de 2016

HAIKAI ERÓTICO 06

haikai erótico  06

cavalgo teu falo
amazona impudica 
ao gozo me dou 

para Odur


imagem: Mars et Venus / Carracci



quarta-feira, 13 de abril de 2016

POR QUE NÃO SOU COMO AS DEMAIS MULHERES?

______de tudo, um pouco
a sonhar-te assim,
tão próximo e distante
e mesmo assim a pele arrepia
enquanto caminho
despindo-me de pudores
acariciando nas mãos___a lua e a rosa
tão sua e tão nossa
e de tudo um pouco_____dessa tua boca
quero a vertente de tudo que me alucina
e me faz assim, tão verdadeira
diante de mim,
tão mansa e tão fera
tão leve e tão densa em cada orgasmo
do meu homem só? 
E eu me rendo aos teus caprichos
e no silêncio de cada hora
a minha boca diz o teu nome
e o calor me toma sem mais porque...
Ah, porque não sou como as demais mulheres
que distanciam o olhar
e se perdem em torturantes espasmos
de sim e não?!
Porque eu quero o teu corpo
e tua alma tão junto e tão nua
que num relance_____nem sei mais quem sou!



quarta-feira, 6 de abril de 2016

VOCÊ CHEGOU


Você Chegou

... e trouxe no olhar a sinopse do Tempo
e nas mãos_______o fogo
que me queima a pele e acende a fera 
que habita em mim

Vem! Me envolva em teus braços
desnuda os meus sentidos
revela o corpo lasso
entregue aos teus quereres
me toma por inteiro
corpo
alma
pensamentos______num só tormento
me rasgue a carne rubra
úmida
que te recebe "meu homem"
e te faz macho indômito pronto a calar minha fome
num beijo embalado
de amor e gozo
Vem!
Eu já não aguento
a espera, larga tudo
esquece o tempo, as horas
nada mais importa______agora estamos juntos
pele nua, bocas que se procuram
línguas que se lambem
alucinadas, ah, e as tuas mãos...
Alucinadamente as tuas mãos 
procuram o vértice da minha existência
mulher/vulva/teu regaço
teu falo enobrece num orgasmo
uno


para Odur todo meu amor
 

HAIKAI ERÓTICO 05



haikai erótico  05

a flor se abre
e o teu falo resvala 
profundo em mim

para Odur 



ilustração: Polyenos et Chris (Agostino Carracci)

 

O MEU AMOR - SOLIDÃO


O Meu Amor - Solidão

... como suportar a sua ausência
agora que sonhei tanto____ sonhei a sua pele
espraiada sobre a minha?

Sonhei a tortura dos teus beijos
e o eco das tuas palavras
e o teu riso
a perseguir-me noite à dentro...

...sonhei as tuas mãos
queimando a minha pele
me fazendo arder em labaredas

E a minha tristeza
 se fazia feliz_____ era só alegria
a imaginar o teu abraço

E todos os sonhos
de todos os momentos
onde a eternidade, o ontem e o hoje
eram a mesma coisa
um mesmo beijo
um mesmo gozo
  
Me ensina a esquecer...
Me ensina!
Porque a tristeza chegou tão mansamente
que eu nem percebi_____ você se ausentar
 e agora,
preciso me fazer solidão outra vez. 


para Odur