sexta-feira, 26 de maio de 2017

QUARTO DIA



________fecho os olhos e completamente nus,
professamos a religiosidade do corpo
e todas as estações se fazem
na avidez do seu falo 
à flor dos lábios.
______da boca aberta
  os gemidos desconexos revelam 
a tortura suplicante do corpo em plena posse
e mais eu me dou 
e mais eu tenho você dentro de mim
e não somos mais que a vontade
de existir um no outro
na intensidade de um gozo
que nos faça assim___ deuses!


para Odur


imagem: Claudia Bruch




Nenhum comentário:

Postar um comentário