quinta-feira, 23 de março de 2017

POEMA VERMELHO


POEMA VERMELHO

Vermelho é o vértice____minadouro
rubro a irrigar as planícies
até a confluência dos seus lábios
no estertor da sua pele ___vermelha/caeté
canibal que devora
o que eu sinto/não minto___sou promessa
que nunca arrefece
mas adoece e nada mais é
que o seu côncavo altar___a sua oferenda
no gozo que se faz eterno
vermelha pele sua___em mim.


para Odur





Nenhum comentário:

Postar um comentário